Mulher Rodada




Em minhas peregrinações na Internet já me deparei com diversos textos que tentavam definir o que seria uma "muher rodada". Neles encontrei uma mistura de características comuns, que às vezes se confundem com as de mulheres histriônicas, promíscuas, e demais espécies de nossa fauna feminina, e que não servem como base para a aferição da quilometragem da mulher. Sendo assim, decidi criar minha própria definição e lista de características, baseado em minha experiência pessoal.

Antes de tudo é necessário discutir o que exatamente define uma mulher "rodada". Para todos os fins e propósitos, entende-se como "rodada" a mulher que acumulou um número expressivo de parceiros sexuais e relacionamentos fracassados, desproporcional ao que seria natural e moralmente aceitável, tendo com isso adquirido experiências e assimilado tal conhecimento do universo masculino que, via de regra, a tornam uma expert nas artes obscuras da manipulação de seus novos parceiros.

Mesmo que o comportamento manipulador seja prejudicial às suas novas tentativas de estabelecer e manter relacionamentos, ela acaba por manifestá-lo espontaneamente, como um reflexo-condicionado, tornando-se traço permanente de sua personalidade. Não que isso a exima de culpa pelo fracasso de seus novos relacionamentos, mas esclarece que sua "quilometragem" é a fonte (retro-alimentada) de seu comportamento manipulador.

Algumas características comportamentais são bem acentuadas em mulheres rodadas, e podemos facilmente reconhecê-las. Vejamos:



A mulher rodada é MANIPULADORA

Essa é a principal característica da mulher rodada. Ela tem pressa em conhecer amigos e parentes de seu atual parceiro, para assim utilizá-los como fonte de informações sobre ele e também como peças em seus jogos de intriga. A principal área de manobra da mulher manipuladora é composta pelos círculos sócio-afetivos de seu parceiro, e ela sabe disso. Tendo as informações e as peças do jogo, ela as utilizará, sempre que necessário ou prazeroso a ela, para manipular seu parceiro.

A mulher rodada é EXIGENTE

Ela já viveu tantos casos, já fez sexo com tantos homens diferentes, já andou em tantos carros, motos, lanchas, veleiros e aviões com eles; já viajou para tantos lugares às custas deles. já foi a tantos restaurantes, acampamentos, casas de praia, chácaras, motéis, hotéis, cidades, etc., que será muito difícil a qualquer novo parceiro sobrepujar tal gama de experiências. Se o novo parceiro não for muito alto, muito bonito, muito atlético, e principalmente muito rico, será também muito difícil apresentar qualquer novidade emocionante a ela, afinal, ela já viu esse filme! Por isso o grau de exigência dela é tão elevado que nada que o novo parceiro faça parecerá agradá-la (e realmente não agradará).

A mulher rodada é MANDONA

Apesar de normalmente dissimular muito bem sua veia ditatorial no início do relacionamento, é comum que a mulher rodada com o tempo passe a dar ordens ao seu novo parceiro. Como ela possui pleno conhecimento de seu valor sexual intrínseco (ela sabe que é gostosa), e como ela também sabe exatamente se o seu novo parceiro está apaixonado (ela já viu esse filme), ela usará esse conhecimento, e de seu talento para a manipulação, como base de sustentação de sua auto-atribuída "autoridade". Caso seu novo parceiro se recuse a cumprir suas ordens, ela fará uso de outra de suas características, que apresento no próximo item.

A mulher rodada é CHANTAGISTA

Para ela não existe resposta negativa. Qualquer 'não' que ela ouça será automaticamente rechaçado através da chantagem, que poderá ser emocional ("é assim que você me ama?"), sexual ("ah, então você vai dormir no sofá hoje"), denunciatória ("ah, então vou contar pra todo mundo aquilo você fez"), rescisória ("ah, então não vou mais fazer aquilo que prometi"), ou qualquer outra variação. O importante é que ela sabe exatamente o que mais afetaria seu parceiro naquele momento, e usará a variação que lhe atinja mais fortemente. Chantagistas possuem uma percepção quase paranormal para identificar instantaneamente o ponto mais fraco de suas vítimas.

A mulher rodada é MALANDRA

Você perceberá isso de cara, na maneira como ela se expressa, no linguajar, nos maneirismos, e certamente perguntará a ela sobre isso. Ela dirá que se tornou "malandra" como uma forma de defesa, pois conviveu com muitos homens também "malandros". A mentira está exatamente nessa afirmação. Ela conviveu com homens "malandros" por iniciativa própria. Ela escolheu esse caminho por ser o mais próximo de sua índole, por se identificar com cafajestes, malandros, bandidos, etc. Não é auto-defesa, é pura identificação.

A mulher rodada é IRÔNICA

Como ela é muito experiente e exigente, e seus padrões raramente são satisfeitos por seu novo parceiro, a mulher rodada acaba por perder o respeito por ele, e utilizará a ironia como arma para humilhá-lo. Essa humilhação do parceiro através da ironização de suas características, seu vocabulário, ou suas atitudes, dá-se às vezes em diálogos íntimos mas principalmente quando na presença de amigos/parentes (dela ou dele). A razão para isso é que, ao humilhar seu parceiro, ela se estabelece como superior a ele e sente-se bem com isso. Na medida em que ele não pode satisfazer suas exigências em outras áreas, ao menos poderá servir de "palhaço" para que ela lhe jogue "tortas na cara" diante de uma platéia e regozije-se com sua artificial "superioridade".

Lembre-se de investigar a vida pregressa da mulher antes de engajar num relacionamento mais sério. Dicas de como proceder essa investigação podem ser encontradas nesses dois artigos:

http://canal.bufalo.info/2015/06/descobrindo-o-passado-de-uma-pessoa-parte-1/
http://canal.bufalo.info/2015/06/descobrindo-o-passado-de-uma-pessoa-final/

Rooster

27 comentários:

Anônimo disse...

Fico feliz por ter continuado com o blog, seus textos são ótimos.
Abraços.

Anônimo disse...

Nem toda vadia é rodada, mas toda rodada é vadia.

Anônimo disse...

Só otário pra premiar com relacionamento serio mulher que ja rodou na pica de um monte de cafa no passado. essa ja mostrou que nao da pra confiar e que gosta de sexo casual

Anônimo disse...

( Kina na área novamente heheh ) Fala Roos ... show de bola que o blog tá de volta ...próximo final de semana vou disseca-lo totalmente ..Vlw... fui .

Obs >: E a sessão CONTO DE FODAS ? volta ativa tbém ?

Anônimo disse...

eu nao aceito um relacionamento com uma vagabunda rodada que deu pra um monte de machonheiro degenerado , cafajeste , canalha nem qui na terra nem otanto que ela e gosto nem no inferno

Anônimo disse...

não tem mulher mais rodada que aeromoça, ve aqui
http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2015/07/aeromoca-faz-sexo-em-cabine-de-aviao-e-conta-detalhes-de-outros-casos-com-passageiros.html

Anônimo disse...

Essa profissão é bem batida no quesito cornice e putarias, com alto grau de degeneração moral e promiscuidade. Não são poucas as histórias de surubas de aeromoças com pilotos, co-pilotos e comissários em todas as partes do mundo. Sempre viajando, conhecendo lugares e gente nova o tempo inteiro fica difícil uma mulher manter-se comportada e fiel. Além de competir com as outras aeromoças, seja por melhores cargos ou por puro ego, a quilômetros de distância do marido corno ela não precisará se preocupar nenhum pouco em disfarçar seu lado de puta imunda. Se você se relaciona com comissária de bordo lamento lhe informar, trouxão, mas o seu passaporte de corno estará com altíssima milhagem de chifres.

Anônimo disse...

Como as rodadas tem muito (muito mesmo) a esconder, fica dificil pra elas limparem tudo da internet, principalmente do facebook. Entao é facil achar comentarios,fotos,videos, delas nas putaria com os ex. É so olhar no perfil dos amigos dela

Anônimo disse...

Enfim, é pedir pra ser corno mesmo, afinal quem já foi furada por vários não vai perder a mania tão facilmente....é só pagar pra ver...

Denis Carvalho disse...

Sou o autor do NovoHomem.com e gostaria de agradecer pela referência colocada em seu blog. Conheci o site através do referral e li muita coisa boa por aqui.

É uma pena que você não escreva mais.

Um abraço

Anônimo disse...

Eu namorei com uma mulher rodada e ela tinha ficado com um amigo meu. Depois descobri que ela tinha ficado com outro amigo, de outro grupo de amigos.

Rooster disse...

Como todos os artigos do blog, este também é baseado em experiências que vivi. Namorei algumas de quilometragem média, mas uma em especial já tinha "virado o odômetro" muitas vezes. A análise do comportamento delas resultou no conteúdo desse post.
Mulher rodada fica louca, cheia de traumas e manias, imprestável para relacionamento sério.

Anônimo disse...

Levem a sério seus estudos, trabalhos..sexo pode ser feito com qualquer uma, afinal até que se conheça "a fundo" são todas "pessoas estranhas" na sua vida, não é seu sangue, nunca será família, apenas pode dar a chance de você construir uma mas ela nunca fará parte da mesma com você diretamente...então pra trocar o óleo qualquer uma serve...

Anônimo disse...

A verdade e que vc fica sempre com o pé atrás, mais só o tempo te dirá se ela mudou ou não, já vi muita puta ser depois uma boa mulher e dona de casa

Anônimo disse...

Todo homem (ou mulher) tem o direito de determinar seus critérios íntimos para a escolha da pessoa com quem deseja se relacionar. Se uma mulher com histórico de promiscuidade, com a bagagem de múltiplos relacionamentos fracassados, se adequa a seus critérios, o risco é todo seu.

Anônimo disse...

Cara,Belo post,muitas coisas faladas por vc fazem sentido,mas isso é muito relativo,já fui corno de mulher que tirei a virgindade e casei,depois fui corno de mulher cristã,cheia de preceitos,conforme um amigo falou ai acima,ja vi puta ,virar mulher de verdade,sei que é dificil,mas pessoas são imprevisíveis, vc pode ser chifrado por uma santa ou dar certo com uma rodada,nem tudo é garantia!Um abraço camarada!

Anônimo disse...

O potencial para fazer diferente existe em todas, mas o que já fizeram é prova cabal do que são capazes de fazer.

Anônimo disse...

Estou namorando uma ex de muitos anos atrás, ela coi casada, teve filhos, eu também...até ai tranquilo, mas após estar com ela algum tempo comecei a descobrir que ela se relacionou com algumas pessoas que conheço, na verdade por ela saber de muita gente que conheço eu perguntei com quem que eu conheço ela teve algo, algo em torno de 7 pessoas que conheço, passei algo em torno de 20 anos sem ver e sem notícias dela, conheço muita gente e fui descobrindo algumas histórias, utilizando algum conhecimento na internet, senhas de facebook...em algumas partes do texto acima as coisas se encaixam...
Vou falar que é bem difícil lidar com isto diariamente, talvez infelizmente eu tenha algum conhecimento e sou de escorpião, rsrs, quase um espião...
Não é fácil!

Anônimo disse...

Esse tipo de incômodo o tempo não cura, só aumenta.

Anônimo disse...

Sou mulher e gostei do texto. Se todos os homens pensassem assim seria ótimo! Tenho 26 anos e gosto de um homem da faculdade desde 2013. Ele tem 34 anos, uma filha de 7 e foi casado por 4 anos. No ano de 2013 ele se envolveu com uma colega de trabalho, também de 34 anos. Ela era casada e engatou um relacionamento extraconjugal com ele que durou 2 anos. O interesse dela por ele era somente para conseguir um cargo melhor na empresa, já que ele era coordenador. Ela dava esperanças que ia se separar mas isso nunca aconteceu. Em julho de 2015, ela se envolveu numa briga no bairro dela por ser flagrada se amassando com um mecânico casado. A mulher do cara não perdoou e deu três tapas na cara dela e alguns chutes. Em agosto de 2015, esse cara que eu gosto foi mandado embora da empresa e adivinhem?? Uma semana após a demissão dele, ela terminou o casinho dos dois e cortou qualquer tipo de contato com ele. Ele começou a beber, fumar e até trancou a faculdade por estar sofrendo por ela. Em maio desse ano ela finalmente largou o corno do marido, pediu afastamento da empresa durante 6 meses sem estar doente, só conseguiu essa façanha porque tem uma tia que é emfermeira de um hospital e facilitou as coisas pra ela. Dois meses depois de largar o corno do marido ela engatou um relacionamento super exposto nas redes sociais com um rapazinho de 25 anos. Segundo pessoas próximas a ela, o rapazinho está super apaixonado e já fala em casamento. Quanto ao cara que eu gosto, nossos colegas em comum me disseram que mesmo após 1 ano sem contato com ela, mesmo depois de ter sido enganado, ele ainda diz que ela é a mulher mais espetacular do mundo. Existem sim homens que reconhecem de longe uma mulher vadia, mas a maior parte deles parece não dar muita bola pra isso.

Anônimo disse...

Cara, parabéns pelo seu texto! Sempre fui um menino reservado, nunca fui de comer a mulherada, tive principios cristãos na minha familia. Quando eu tinha 21 anos conheci uma menina mais velha, tinha 30, aparentemente uma princesa. Muito bonita, educada, se dizia de família... Começamos a namorar e depois de um tempo ela se revelou exatamente como vc descreveu, graças a Deus a larguei a tempo, ela queria casar de todo jeito... ME lembro que meu pai me disse para arrumar uma menina nova que não tivesse passado quando fosse casar, mas nao dei bola. Depois dessa experiencia entendi uma coisa. Pra nós homens a coisa mais sagrada em uma mulher é sua honra, não há preço que pague ter uma mulher virtuosa. Graças a Deus hoje eu tenho uma mulher bem novinha, linda que eu sei que não tem passado, ela faz tudo por mim e me ama de verdade, tudo o que eu sempre quis em uma mulher... Isso justifica aquele ditado, existe mulher pra pegar e mulher pra casar!

Anônimo disse...

Meu amigo! Quem fala que passado de mulher não importa é o trouxa que se casou com mulher rodada e vive atormentado pelo passado dela e com medo do futuro. A vida é assim, elas saem por aí aprontando e depois pagam de "santa" e arrumam um trouxa pra mandar! Ouçam a voz da experiência, corram enquanto há tempo! A mulher é o Ego do Homem, e se o Ego for manchado, sua vida se tornará um inferno.

Anônimo disse...

A mulher não se importa com o passado sexual do Homem, mas para o Homem é o que mais importa, afinal pro homem pegar varias mulheres é status, pra mulher transar com vários é deploravel, por isso jamais case com uma mulher "rodada" ou terá que conviver com essa tortura para sempre, isso quando não achar alguem que ja comeu sua esposa ou come, sei la né, vai saber kkkkk como disse o nosso amigo aí em cima "Esse tipo de incômodo o tempo não cura, só aumenta."

Anônimo disse...

"Mulher rodada fica louca, cheia de traumas e manias, imprestável para relacionamento sério." #Dissetudo

damião disse...

muito bom o seu texto, só otário mesmo para engatar algo mais sério com uma mulher rodada.

Anônimo disse...

...o último que disse que o passado da mulher não importa saiu no noticiário com 7 facadas do ex dela....você contrataria um caixa para sua loja sabendo que ele já tem processos por furto?...ou vai nessa conversa furada de que "o que importa é o presente"?

Um viking de óculos disse...

Olá! Fiz um vídeo e coloquei um trecho do seu blog. Vamos nos unir contra o abuso histriônico, borderline e nos valorizarmos mais nessa cultura misândrica e feminista radical. Um abraço a todos!

https://www.youtube.com/watch?v=-pQvkT1VhRU

Postar um comentário

Os comentários aqui são moderados, podendo ser aprovados ou rejeitados a exclusivo critério do autor do blog.