Cuidado com Mulheres Histriônicas!




Mulheres histriônicas não conseguem viver sem atenção. Carentes, elas acreditam que só são felizes com pessoas dando atenção a elas a todo instante, e acham que outros irão dar atenção apenas se agirem por extremos caminhos. Elas se consideram um "nada", caso fiquem sem atenção. Essas mulheres têm profundos sentimentos de aborrecimento e tristeza caso se sintam ignoradas, excluídas, rejeitadas ou abandonadas.

Além disso, elas tendem a entreter as pessoas para estas não notarem seus pontos fracos e acreditam que animando, divertindo ou ajudando outras pessoas, apenas assim receberão atenção. Por vezes, são egoístas porque tendem a apenas fazer algo que tenha recompensa (ex.: afeto e atenção) e, de preferência, imediata; elas podem ajudar outras pessoas, fazendo-se de caridosas ou humildes pois sabem que assim terão atenção recompensada; ou então mostrar-se interessadas por determinada pessoa apenas porque sabem que esta dará a atenção de que necessitam, mas quando cansam ou enjoam, tendem a deixar esta pessoa. Isto ainda é reforçado pelas oscilações do humor e opiniões de que histriônicas sofrem.



De forma geral, a mulher histriônica tem uma grande imaturidade emocional. Elas crescem fisicamente, mas por algum motivo, deixam de crescer emocionalmente e se estacionam nessa imaturidade, como se emocionalmente fossem eternas crianças. Contudo, diferente da imaturidade emocional causada por uma "superproteção" que pode ser revertida, nos transtornos de personalidade onde essa característica imatura está presente, é muito difícil de ser amadurecida, exatamente porque os traços e modo de viver dessas pessoas são muito inflexíveis e desajustados, causando evidentes prejuízos e caracterizando, assim, um distúrbio de personalidade.

Elas podem chegar aos 15, 30, 40 anos e, mesmo assim, continuam imaturas afetivamente. As características mais evidentes de imaturidade emocional encontrada em histriônicas podem ser o imediatismo, a inconstância, atitudes infantis, impulsividade, baixa tolerância à rotina e monotonia, deixar-se levar facilmente pelas emoções e intuição, vaidade, necessidade constante de atenção apenas para si, hedonismo, egocentrismo e egoísmo, dramatismo, intolerância às frustrações e decepções, relacionamentos superficiais, fazem manipulações para conseguirem o que querem, não conseguem ficar sós, sem atenção. Elas têm sempre uma atitude para atrair atenção, prazer e sedução e têm uma capacidade de mudar comportamentos em função do que aqueles esperam delas.

Mulheres histriônicas costumam ser excessivamente sedutoras para os homens, encantando facilmente outras pessoas, que podem apaixonar-se facilmente, logo no primeiro encontro, por histriônicas pela sua fácil arte de sedução. Resultado de uma imaturidade emocional, as mulheres histriônicas estão sempre querendo chegar numa perfeição física que, de certa forma, acaba tornando-a fútil, pois é obcecada pela beleza com o principal objetivo de seduzir; elas têm uma hiperfeminilidade com uma acentuada tendência a despertar desejo dos homens e geralmente fazem de tudo para impressionar o outro ao ponto de vista estético e sedutor. É comum mulheres com o transtorno de personalidade histriônica terem como passatempo predileto provocar sensualmente homens, por exemplo, a fim de atrairem o maior número de olhares possíveis para si. Camuflam por trás desse comportamento chamativo ou provocante, a necessidade de se sentirem amadas.

As mulheres histriônicas são muito sedutoras, facilmente entram em jogos de sedução, usam roupas provocativas (decotes, vestidos, roupas curtas e extremamente femininas) em variados contextos e, muitos deles, são inapropriados. Elas têm uma perceptível preocupação excessiva com sua aparência física e temem "ficar feias"; podem gastar muito tempo olhando-se ao espelho, cuidando dos cabelos e pele, retocando a maquiagem etc. e parecem sempre colocar a atratividade física em primeiro lugar. Além da aparência atraente, têm atitudes e comportamentos sedutores facilmente manipulando os homens. As histriônicas podem seduzir não apenas homens pelos quais demonstram um interesse sexual ou romântico, mas também seduzem outros indivíduos de variados relacionamentos sociais bem como profissionais, desde melhores amigos até médicos, dentistas, chefes de trabalho, mestre, professor etc. É notável também, pela exímia capacidade em "interpretar personagens", histriônicas podem representar papéis de desatentas, bobas ou ingênuas, contudo, quando se trata de pensar em inúmeras formas para manipular, como seduzir, são verdadeiras habilitadas.

Além disso tudo, pessoas com a desordem histriônica com seu comportamento e aparência frequentemente chamativos e atraentes costumam encantar facilmente pessoas em sua volta, como também fazer com que conhecidos ou amigos ciumentos afastem-se deles por achar erroneamente que a histérica irá seduzir, por exemplo, o namorado da amiga. São casos muito comuns entre pessoas com esse tipo de personalidade, entretanto, por mais que elas andem sempre provocativas sexualmente, nem sempre é a verdadeira intenção seduzir determinada pessoa e, por isso, com frequência erotizam até relações não-sexuais. É o caso da histriônica que erotiza sua relação com o seu chefe de trabalho, seu professor, seu médico etc. De forma geral, histriônicos, assim como anti-sociais tendem a usar a aparência física sexualmente sedutora para conseguir o que querem, fazendo sempre "joguinhos de sedução" a fim de manipular.

O comportamento sedutor da mulher histriônica é tão intenso que não obstante essas mulheres vivem muito mais vulneráveis a ataques sexuais, assédios bem como atentado ao pudor, abusos e estupros. As adolescentes histriônicas - especialmente, por volta dos 17, 18 anos, quando os traços histriônicos estão bem evidentes - frequentemente têm de ouvir avisos e preocupações de seus pais, a respeito de sua aparência física sexualmente provocativa. Isto acontece porque a histriônica sempre erotiza suas relações, mesmo as que não deveriam ser erotizadas; são verdadeiras manipuladoras: além de aparência, gestos, palavras e posturas extremamente eróticas, elas ainda podem ser completadas com suas dramatizações e teatralidade, muitas vezes exagerando emoções pouco sentidas ou até nem se quer vivenciadas, podem aparentar grande amor ou paixão, embora isso realmente não aconteça; as emoções são sempre demonstradas de forma excessiva, tendendo sempre à intimidade exagerada, mesmo quando esta nem existe.

O principal objetivo da mulher histriônica é sentir-se desejada e muito atraente para o sexo oposto o que leva, às vezes, o despertar intenso de desejos sexuais nos homens, ficando muito mais vulneráveis a psicopatas e estupradores em geral, porque elas se "modulam" sexualmente conforme suas "vítimas". Como o que as mulheres histriônicas - e histriônicos em geral - querem é atenção e desejo para si, podem passar às vezes a imagem de que usam os homens, por exemplo, apenas para fins sedutores. Por vezes, uma bela histriônica (cuida e preocupa-se sempre em excesso com sua aparência física sexualmente sedutora) provoca e seduz um homem, embora ela não queira de verdade uma relação sexual ou afetiva; frequentemente essas mulheres "interrompem" o entusiasmo do outro parceiro, afinal, seu único objetivo era apenas sentir-se desejada, atraente e com atenção.

De maneira geral, seduzem com intensa feminilidade ao tempo que podem demonstrar-se difíceis (para despertar ainda mais desejo do homem), para depois, nem se quer ter um relacionamento sexual ou amoroso concreto. Além disso, as mudanças rápidas e superficiais na expressão das emoções podem levar à portadora deste transtorno demonstrar grande paixão por seu parceiro, para imediatamente demonstrar desinteresse marcante na relação, levando à raiva e frustração do parceiro.

Como todos os transtornos de personalidade, os sintomas se tornam evidentes na adolescência ou no ínicio da idade adulta e tendem a persistir pelo resto da vida. Vale relembrar que, como todo transtorno de personalidade, os sintomas do histrionismo são inflexíveis, duradouros e causam prejuízo significativo no indivíduo bem como às pessoas em sua volta.

De maneira geral, mulheres com transtorno de personalidade histriônica tendem a chegar ao psiquiatra, primeiramente, por conta da depressão ou sintomas físicos com causa emocional (sintomas histéricos). Quando chegam ao especialista por outras causas, frequentemente tendem a culpar os outros, como por exemplo, dizer dramaticamente que os homens a abandonam, sendo que na verdade, não reconhecem que seu comportamento é problemático, fruto de um transtorno de personalidade. Essa características é típica em todas as desordens da personalidade; essas mulheres nunca enxergam seu comportamento doentio, para elas é algo normal e com frequencia dizem que são os outros que não as compreendem.


52 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns amigo pelo texto. tem muitas pessoas REFÉNS dessas pessoas(HISTRIÔNICAS) por motivo de ter filhos,muitos anos de convivência etc.

Anônimo disse...

HISTRIÔNICAS sao mulheres que quer ums otarios que infla seus egos e atravez de seus institos hipergamicos

Anônimo disse...

Excelente!

Anônimo disse...

Excelente texto amigo. A principio dá raiva desse tipo de mulher que manipula alguns homens despreparados somente para "brincar" com eles e se sentir superior. Mas pensando a longo prazo pelo menos pra mim, sinto um pouco de pena delas pois as suas vidas são rasas e um dia a idade pesa e elas acabam sem nada para oferecer, ficam sozinhas, infelizes, depressivas e terminam suas vidas esquecidas.

Anônimo disse...

OMG!
Eu me encaixei em algumas características... Preocupei.
O que acho legal é que os homem falam de mulheres, mas não vivem sem, e vice versa, Ops, existe vibrador hehehe.
Adorei seu blog. Aprendendo muito sobre algumas visões masculinas a respeito de nós mulheres.
Abraços *-*
analu

Anônimo disse...

Minha ex mulher era assim, fiquei 7 anos nesta prisão.... hoje vejo quanto tempo perdi, porém tenho convicção que estou preparado para não cair nesta armadilha novamente

Anônimo disse...

Parabéns pela matéria,pois vivo a 25 anos com uma HISTRIÔNICA
ela faz um TERRORISMO PSICOLÓGICO infernal. cheguei no meu limite. O conselho que dou é que nos primeiros dias de convivência ao notarem estes sintomas,PULEM FORA ANTES QUE SEJA TARDE.

Anônimo disse...

sofri uma vida inteira por essa maldição doentia AMEI O DEMONIO E NÃO SABIA . E quando acabou CONHECI O PARAISO......A PAZ......

Anônimo disse...

Amo uma mulher que aparente ter esses sintomas ela é casada quando brigamos e eu quero deixar ela...inventa situações...será que essa pessoa pode inventar dramas para me segurar?

Anônimo disse...

Na mosca. Acabei dr me separar de um mulher assim. Faço terapia para entender como eu caí nessa porque com certeza esse tipo de mulher sempre vai culpar os outros e nunca procurar ajuda.

Anônimo disse...

Sou HISTRIÔNICA, reconheço e sofro. Não são os homens que são meus escravos,mas eu,escrava de mim mesma,busquei ajuda e seduzi meu psiquiatra,fujo da psicóloga pq sempre penso estar sendo julgada por ela...O texto é bom,mas faltou um detalhe importante: somos pseudohipersexuais, ou seja, valorizamos muito o sexo, porém não sentimos prazer com ele, o único prazer que tenho é a satisfação de ter seduzido...Orgasmo nunca existiu!
Então os homens aqui nos julgam...saibam que tenho consciência dos meus atos, porém sou escrava deles.

Miscelâneas de Jasimbalgson disse...

como identificar uma mulher perigosa

https://www.youtube.com/watch?v=8NxQ6R8UcA4

Anônimo disse...

Separei-me recentemente de uma. Entendo que sejam escravas de suas características, contudo o prejuízo causado as pessoas a sua volta pode ser devastador...realmente o titulo do artigo caiu muito bem!

Anônimo disse...

São de fato perigosíssimas. Manipulações no mais elevado grau. Se insinuam para todos. se o cara não tiver cabeça, sai devastado de uma relação dessa. Saí de uma há um ano e ainda me perturba.

Anônimo disse...

Terminei a pouvo tempo com uma mulher assim. E ai estou desestabilizado. E provavelmente o risco de aparecer novamente é grande. Já que essas pessoas precisam alimentar seu ego. E eu nunca a procurei. Realmente uma pessoa dessa faz um inferno na vida da gente.

anônimo disse...

Impressiona como uma pessoa dessa pode fazer um estrago emocional. Ainda que o cara seja forte emocionalmente e bem resolvido, ainda assim o dano é feio se o tempo de relacionamento for longo. E pior que ainda ficamos sentindo falta... Aliás, impressiona também as similaridades entre os histriônicos e os borderlines. Seria bom que alguns relatassem os fatos passados num relacionamento desse e as características dos mesmos, para que não caiamos numa dessa novamente.

anônimo disse...

Como disse o cara do post de 31 de maio de fato por mais que vc não a procure ela está sempre no seu encalço. Aí vc fica na dúvida se ela gosta mesmo de vc ou é ego ferido dela pela rejeição.

Anônimo disse...

MULHERES DISSIMULADAS
Desenvolveram ao longo do processo de formação da personalidade
mecanismos sofisticados para disfarçar seus
sentimentos, pensamentos, intenções. Seu Eu tornou-se especialista
em maquiar não apenas o rosto, mas também sua
psique. Diferentemente das mulheres autônomas/transparentes,
elas escondem seus problemas e seus conflitos. Mas tomam essa
atitude não porque são falsas ou mentirosas, mas porque são
escravas do medo do que os outros pensam e falam delas. E por
isso que tentam se proteger, embora sua dissimulação não seja
saudável. Falta-lhes uma base de janelas light na MUC e na ME
para dar suporte ao relaxamento, à liberdade e à transparência.
Grande parte das mulheres e homens tem uma generosa porção de
• Aspectos positivos. São dosadas, ponderadas, e, ao contrário das
mulheres histriónicas, não gostam de ser; o centro das atenções
sociais. Nem sempre as mulheres! dissimuladas também são
"casulos", fechadas dentro; de si, socialmente isoladas. Embora
sua história seja um túmulo, muitas vezes são comunicativas,
conselheiras e gostam de ajudar os outros. Têm uma postura impecável socialmente, mas tanto em sua família como' em seu
trabalho, as pessoas conhecem no máximo a sala de visitas de sua
personalidade. (A. Cury)

Anônimo disse...

Meus amigos que já se relacionaram com histriônicas, vamos contar seus casos, notadamente o comportamento delas.

Anônimo disse...

Eu já havia feito um comentario no dia 31 de maio. E vou relatar por cima o que foi meu relacionamento de 5 meses e que me abalou emocionalmente. O qual ainda estou buscando ficar livre dos sentimentos.
Todo o relacionamento que tive com essa mulher se pautou em uma forma dela de vamos dizer assim, morder e assoprar. Ela chegou aterminar 3 vzs antes da ultima e definitiva. Porem na penultima vez consegui ser firme e ai acho que ela não se conformou e me procurou e voltamos e ela falva como a falta que ela sentia de ser minha, a vontade que tinha de me abraçar e não laegar mais, todo seu jeito me fez abrir a guarda novamente. Mas a questão da sedução que ela possuia em questão de parecer provocar olhares de buscar essa atençao desenfreada sempre existiu, mas eu achavabque era pela inseguranca e isso iria mudar. Mas enfim eu abri a guarda me derreti por ela depois dela parecer tão apaixonada. Bastou duas semanas para que ela me chutasse novamente sem nenhum motivo aparente.
Em menos de duas semanas apareceu com um cara em local que sabe que eu frequento todos os sabados. Não sei se ainda continua com esse cara ou nao. Só sei que mesmo com outra pessoa me encarava discaradamente. Eu nunca a procurei, e essa semana torneiba encontrar ela em uma balada , ela passava e me olhava e eu fui obrigado a fingir que não a conhecia. Pois terminou comigo como se eu não fosse nada..me deletando se tudo...derrepente com outra pessoa e está curtindo a sua vida tranquilamente enquanto eu tento me recuperar. Não poderia demonstrar fraqueza e ir até ela. Pois me okhando o que ela queria era que eu fosse até ela e assim fortalecer ainda mais ela. Acredito que agindo como agi, se tratando de uma histrionica o seu ego e a insegurança que existe nessas pessoas e utilizam de artificios para disfarcar e parecerem ser segurar foi afetado a me notar seguro e não me atingir com sua atitude.
Não sei se isso fará vom que provoque ainda mais..ou desapareça, pois não sei se consigo compreender muito bem ainda um histrionico.
Mas esse é meu relato muito sintetizado, pois a história em detalhes é muito longa mas se alguem quiser mais detalhes de comoela agiu, e da formas erradas que me portei até ver como deveria fazer, por mais que até hoje eu sinta falta, me intristeça com tudo isso, mas descobri que ou eu me valorizo, ou ela ira me ferir ainda mais.

Anônimo disse...

Os comportamentos dessas pessoas são muito parecidos. A minha histriônica era mais dissimulada. Tem 35 anos. Faz do facebook um mural de fotos sensuais. Comentários e recados em timeline de homens para lá de simpáticos. Sua especialidade era brigar por qualquer coisinha, por mais amoroso que vc fosse. A falta de respeito, fosse pelas mentiras (histórias pobres de detalhese fantasiosas), pelos "bolos" inexplicáveis, me fez terminar algumas vezes. Mas, voltava após seus apelos e suas declarações de amor. Terminei pela última vez há oito meses. Ainda me perturbou por um bom tempo. Faz um mês que está quieta. espero que tenha seguido. O problema é que dizem tais pessoas sempre voltam, sobretudo qdo enxergam em vc um bom cuidador (acho que a minha tb era borderline). Estou ainda triste pois gostava muito dela.Melhor agora do que depois e mais apaixonado. é impressionante como não se consegue adquirir segurança ao lado de uma pessoa dessa. Vc está sempre pisando em ovos e sempre desconfiado que vai ter chifre. Enfim, paguemos nossos pecados por cruzar com uma dessas.

Anônimo disse...

Elas plantam a insegurança em seus parceiros, para que possam alimentar seus egos. Fazem isso através de críticas, de histórias mal contadas, mentiras, e sempre se cercando de homens "gentis". No fundo, a necessidade de alimentarem seus egos é o motivo de agirem como "vampiras emocionais". Aqueles que caem em seus encantos, em seus engodos, em seu estelionato emocional, acabam perdendo a sanidade, quando não perdem também o emprego, o gosto pela vida, e acabam no suicídio. Aí, como de praxe, são eles os fracos, não elas as algozes!

Anônimo disse...

Exato!!! Plantam a insegurança mesmo. Sensualizam com todos. E gostam de tentar fazer ciúmes. Comigo isso nunca deu certo, já que não demonstrava. Notava que ela sentia uma ansiedade qdo falava de um ex-namorado, ou de uma ida de um amigo à sua casa. às vezes repetia a mesma história mais de uma vez. Esperava ela, acho eu, alguma reação da minha parte. Porém, nunca passei recibo. Um dia chegou a me perguntar se eu não sentia ciúmes dela, já que, segundo ela, morria de ciúmes de mim. Como nunca dei motivos a ela para sentir ciúmes, nunca brigou comigo por isso. Tô passando um mau bocado pra esquecer. Contudo, tenho fé que conseguirei.

Anônimo disse...

Identifiquei uma ex minha aqui. Como são ardilosas! A culpa é sempre sua por qualquer coisa que elas façam. Culpabilização e vitimização são ações normais para as histriônicas. Saí fora, mas um pouco destruído.

Anônimo disse...

Ja fiz dois comentarios aqui. O ultimo dia 17 de junho. Foi relatar algo que ocorreu ontem com minha ex.
Após a ter encontrado a uma semana e a ignorado em um momento depre acabei falando com ela por msg. No dia de ontem a encontrei em um bar eu a comprkmentei eu estava com um amigo e depois mais tarde chegou uma mulher a qual eu já sabia que ia acabar ficando. Mas ali mesmo denteo do bar evitei. Meu amigo se foi e logo fui embora com essa mulher. Foi o tempo de chegar na porta a mulher que eu eatava recebeu msg de uma conhecida e nao intima que porem e amiga da ex, dizendo vc esta no bar com o ex de uma amiga, mas ela não que mais nada com ele, mas ele é super gente fina. Porem essa que mando a msg nem no bar estava. Olha o ponto que a pessoa chega para atingur qnd vc se mostra bem e indifetente. Detalhe que ela já havia tentado fazer ciumes pra mim no bar.

Um viking de óculos disse...

Página só de depoimentos sobre essa gente: São monstros!
http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=186019

Anônimo disse...

Pois é... O pior é que a gente cria um apego com essas pessoas! elas fazem na fase da idealização um verdadeiro bombardeio de amor. Depois vão desvalorizando até descartar. Eu descartei antes, mas continuo muito apegado. E não deixam a gente em paz. Elas mexem com o emocional de qualquer um, por mais forte que o cara seja.

Anônimo disse...

Um dúvida que eu sempre tive é se esse comportamento delas é algo involuntário ou se é premeditado/consciente. Ou seja, se é um padrão inconsciente da personalidade essa busca de validação. O que vcs acham?

Anônimo disse...

Sou mais uma vítima... Sai de um relacionamento de 9 anos com uma pessoa que era mto madura e nada se assemelha com histrionica, foi apenas desgaste da relação... Passados 6 meses, conheci uma pessoa que deu cor na minha vida novamente, já tinha saído com mtas mulheres, mas essa era diferente... Possuía um carisma ímpar e logo me entreguei... Ela veio como um turbilhão na minha vida e eu, como estava carente me entreguei totalmente... Ela chorava com uma facilidade merecedora de um oscar e a cada vez me entregava mais... No final quem ficou mal fui eu e ela no mesma velocidade e intensidade que veio, se foi, simplesmente me desprezando e hj eu ainda sofro depois de 1 mês que terminamos... Depois de mto procurar, achei explicação nesse blog é o depoimentos de vcs coincidem totalmente com o que foi o meu... Força pessoal e se elas vierem atrás, pensem que são doentes e so tem merda na cabeça, não tem nem amor próprio... Se tiverem mal, venham aqui e relatam... Vamos nos ajudar... Confiem em Deus!

Anônimo disse...

Não é nada fácil. É difícil desapegar. Como disse o companheiro aí em cima, elas dão um colorido a sua vida. Fazem um espelhamento que vc acredita ser ela uma dádiva dos céus. E na paixão a gente se recusa a ver, enxergar. Comigo a máscara durou cinco meses. Aí vc começa a notar histórias mal contadas, mentiras deslavadas, tentativas de fazer ciúmes, sensualização com seus amigos que vc a apresentou (principalmente depois do término). Pior que não tem idade pra isso passar. Falo porque a minha tinha 43 anos. A vida delas é um teatro, um dramalhão. Fingem-se de desprotegidas, despertando no homem o seu instinto de proteção. Depois vão desvalorizando, dando perdidos, brigando por coisas banais e sumindo. Depois de dias ou semanas voltam dóceis e amáveis novamente. Nunca se responsabilizam por nada. A culpa é sempre sua. Fazem gaslighting mesmo. Distorcem o que aconteceu, atribuindo condutas delas a nós. É um inferno. O problema é desapegar. Já tenho quase um ano afastado e ainda mantém contato para fazer joguinhos. E olha que bloqueei quase tudo, menos o tel do trabalho pq não tem como. A única coisa que quero é tirá-la da cabeça, mas o demônio sempre reaparece. É ela sabe que vc se importa, ainda está ligado, mesmo não demonstrando (possuem um faro nato pra isso). Aí que está o problema, desapegar!

Anônimo disse...

A verdade é que se voçe ama essa mulher é dificil de a deixar apenas por ela ser assim, eu quero ajudar e torná-la livre desta doença, ela ja faz terapia e ela sabe da sua problemática. È realmente muito dificil de lidar com uma pessoa assim, fico com um sentimento de que nada do que faço é suficiente mas sim errado e negativo. Ela sofre muito com isso, eu também, eu amo-a e quero ajudar, sei o quao isto me manda abaixo mas não consigo nem quero abandoná-la. Que disse que a vida era fácil?

Anônimo disse...

O problema do amar uma mulher assim, como disse o cara acima, e que vc sente que só vc ama. O que vc percebe é que ela só ama a si própria. É verdade que a vida não é fácil, mas com uma dessas vc torna quase insuportável. A gangorra emocional é imensa. E é raro uma pessoa dessa procurar terapia, pois não vêem seu comportamento como errado. O errado é sempre o outro ou o mundo. nada a satisfaz. E são vingativas/punitivas. O link abaixo traz uma crônica da mulher histriônica/histérica e foi escrito por um psiquiatra.
http://www.recantodasletras.com.br/cronicas/90593

Anônimo disse...

Buceta nenhuma vale minha paz

Anônimo disse...

De fato, sexo algum vale a sua paz. Porém, o difícil é desapegar por quem não te deixa em paz. O estrago dos jogos emocionais são grandes.

Anônimo disse...

Anônimo ...Vivo uma situação parecida há um ano e oito meses.No meu caso acho que apesar de características comuns,está mais para uma sociopata, manipuladora,sem sentimentos verdadeiros de afeto ou culpa,sexualmente promíscua e com uma característica muito perigosa,ser violenta,extremamente agressiva quando bebe. Estou resolvendo minha vida em breve mas estou certo que terei muitos problemas com ela. Boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Colocando um pouco de humor na minha última postagem, hoje tenho mais galhos que qualquer árvore....kkkkk

Anônimo disse...

Lí em algum lugar,que elas manipulam levando o companheiro a ficar com uma baixíssima estima e que elas são perceptivas ao fato,passando por um tempo a tratar o companheiro muitíssimo bem ,o que libera Dopamina e Endorfinas,o que mantém o homem sempre ligado afetivamente pois tal estímulo acaba viciando.

Anônimo disse...

Pelo jeito todos no mesmo barco. Qdo bebia a minha ficava agressiva verbalmente. A manipulação é a rotina. É um estica e puxa danado. Sentimentos tivemos nós. Elas não possuem qualquer sentimento. Beira a sociopatia mesmo.

Anônimo disse...

Nossa! Quantos comentários q vivi recentemente.
A mulher tinha um ciúme doentio por minha filha( da mãe ).
Infernizava minha vida. Queria sempre mais. Dissimulada e manipuladora.

Dizia q ia se matar sempre.Até se eu desligasse o telefone.
Uma pessoa tóxica.

Um viking de óculos disse...

Um vídeo a respeito: https://www.youtube.com/channel/UCR_23InyYnUWI-41lgoHIag

Anônimo disse...

...me apresentem uma mulher que nunca tenha tido tal comportamento na vida....desconheço....

dickcezar disse...

As mulheres histriônicas....se não reconhecidas de imediato...ou a curto prazo....podem causar uma verdadeira devastação na vida do parceiro.....o melhor mesmo é se afastar....pois não há cura para esse tipo de transtorno....

Anônimo disse...

Acompanhando aqui...identifiquei de fato. Ainda mais que a mãe dela já tem esse diagnóstico. Nos últimos meses foram bem difíceis. Várias brigas e relatos aqui são descritos de forma textual e bem caricatos nas discussões. O que ainda fica um pulga atrás da orelha é a traição. Pelo fato de ter rolado umas cenas de vouyer com amigo nosso (ele ficou vendo a gnt transar); tenho dúvidas se eles já se encontraram sem eu estar junto. Nas últimas discussões, ela joga dizendo que tem homens dando em cima dela...depois desmente e diz que é só para provocar...vai entender...

Anônimo disse...

Pessoal eu sei que é ruim tudo isso ,que agente errou nesses relacionamentos.....Mas vamos nos dar valor , vamos nos olhar no espelho e encarar a realidade em que vivemos hoje !!! Pessoal falta "berço " ,falta educação , valores , amor verdadeiro e principalmente Deus !! Um bando de homens chorando por uma mulher que deveria estar no manicômio com distúrbios de todos os tipos aído pelas ventas !!! Ohhh pessoal esse problema não é nosso e sim de psiquiatras , psicologos , médicos e enfermeiros meus amigos !! Vcs não entendem que isso é o surto desse século ?? A situação está se agravando nas cabeças das pessoas ?? Isso não terá fim e daqui pra pior e se não for feito nada desde a infância o nascimento e tem que começar JÁ ! não terá um fim legal mesmo !!

Anônimo disse...

Meu deus,li os comentários um a um e me vi em quase todos,acabei de conversar com uma amiga psicóloga que me esclareceu vários pontos,dai vim aqui e vi que isso tá bem comum e não foi um “previlégio” só meu.Bom,vamos lá,acabei de terminar meu relacionamento de 4 meses com uma histriônica,acho que meu azar foi maior pq a minha era linda de parar o trânsito,sensual,jogava com isso pra me enlouquecer,chorava com facilidade,digna de Oscar,falava de princípios,falava de constituir família(tinha uma filha de 14 anos a qual perdeu a guarda por ser periciada como histriônica)quando descobri ela já estava grávida de mim,oscilações de humor da alegria ao ódio,discussões de horas constantes,me culpava de tudo e pior..era tão manipuladora que até eu acreditava que o erro poderia ser meu as vezes.Adorava fazer ciúme,fazia comentários desnecessários para me fazer ciúmes,varias historias mau contadas sem embasamento,inúmeras mentiras descobertas,o telefone celular era um mistério,se comunicava com homens via WhatsApp,apesar de nunca ter pego nada mais concreto tinha sempre uma ótima desculpa na ponta da língua.Pessima relação com o ex marido,achava que eu deveria ter tb com a minha ex mãe do meu filho.Quando engravidou começou a sumir,me deu dois perdidos em finais de semana,reapareceu dois dias depois toda queimada de Praia e sem motivos concretos que justificassem o sumiço,no segundo sumisso mesmo falando estar grávida (realmente estava,vi o exame de imagem in loco) fui forte e desprezei,não procurei...aí ela que me procurou meio que desesperada com o meu desprezo falando que tinha perdido o bebê (mas nem me liga pra avisar na hora?Me liga pra contar 2 dias depois?)pra mim fez um aborto,fiquei sabendo depois que tinha ficado grávida em 2014 de um cara e abortou,não duvido que tenha feito o mesmo comigo pois competia atenção com o bebê que esperava.O maior grilo era a sensação de traição a toda hora e de forma promíscua pelo que insinuava as vezes com brincadeiras e forma jocosa de se expressar,se insinua,olha para os caras na rua mas me cobrava se eu olhasse até pra baixo,tinha um ciúme doentio de mim,mas adorava me provocar ciúme o tempo todo sem parar.Ate um dia que não aguentei mais e resolvi acabar com aquilo...me pediu de joelho pra voltar,não resisti...mas o interesse dela não era esse,clonou meu WhatsApp,pegou uma conversa minha com uma amiga reclamando dela,dizendo que não estava mais aguentando a situação,usou isso pra terminar a relação por cima,como se tivesse certa,me bloqueou em tudo que é lugar menos no face...mas não publica nada que se pra mim ler,mas já vi que fica curtindo coisas de pessoas do meu meio de trabalho onde a maioria se conhece e mesmo não sendo contato meu,da pra ver que anda curtindo muitas coisas de uma pessoa do meu meio,claramente me querendo fazer ciúme.Trocou até de número pra cortar contato de cel e zap.Terminei tem 1 mês e pouco e os efeitos ainda são devastadores no meu cérebro,não consigo esquecer,se me procurasse fatalmente rolaria pelo menos sexo,voltar não conseguiria mas com certeza não resistiria a um encontro o que poderia piorar minha cabeça.Andei lendo aí que elas acabam voltando,isso que eu queria saber,pq estou melhorando a cada dia,é difícil mas to galgando a cura do que passei,se ela me procurar vai se dar mau pq estando melhor de cabeça vou acabar transando e depois nada mais,nesse momento não sei se conseguiria ser tão racional,mas com o tempo talvez.Ouvi falar que as mulheres que tem essa síndrome podem ser muito promíscuas,travará com qualquer um se forem muito elogiadas por outros e fazem sem dó nem piedade,isso me deixa ainda mais cabreiro,amei de verdade,a mulher dizia me amar,chorava e tudo,linda.maravilhosa.toda gostosa...mas cheia de mentiras e histórias pela metade,e insinuações para fazer ciúme,nunca me apresentou um amigo nem homem nem mulher,o emprego era um enigma,detalhe ...era uma mlitar de carreira com 20 anos de Marinha (como pode uma pessoa com problemas como esse estar na ativa?)

Anônimo disse...

Minha amiga psicologa me disse que nao nutrem sentimento algum,tudo que parece amor é puro jogo para manter o controle,pois necessitam de atenção 100%,me disse que se tratadas por psiquiatras homens corre o risco de seduzi los,lembro que certa vez propus algo do tipo e ela me manda na cara "tem que ser um psiquiatra homem e mais experiente"...bizarro.O problema é que o parceiro fica muito envolvido emocionalmente,eu marcava em cima e ainda assim ela provocava ciume(de maneira mais branda mas fazia).Sao pessoas altamente doentes.Situação extremamente complicada,a fita é realmente saltar fora assim que notar algo que comprove tal sindrome...ah e ninguem ta livre dessas diabas,sou um cara experiente com mulheres,me julgava ate "bem esperto" pois nunca dei mole pra mulher me manipular...mas elas sabem fazer com excelencia ...tem o dom da pratica de seduzir,de enrolar sentimentalmente a pessoa com quem se relaciona.Um perigo amigos.Quando o parceiro percebe e começa a querer se disvencilhar...ai parece que tambem perdem a paciencia de manter a relação e começam a sumir,a se afastar...isso tb é foda pq o cara ja esta emocionalmente e afetivamente envolvido e o desprezo fere...muito complicado,com apenas 4 meses de duração de namoro destruiu minha cabeça...ainda teve uma gravidez no meio que acho que ela abortou com poucos meses,usava a gravidez das piores formas possiveis....terrivel,quem ja passou sabe como é,se nao tiver uma força mental pra superar o estrago que fazem principalmente pos termino o malandro pode desgraçar a propria vida,

Anônimo disse...

Prezados, o foco de vocês está nelas e não no ponto fraco de sua pesonalidade que os fazem vitimas potenciais desse tipo de mulher (digo com esse disturbio). Geralmente são atraidas por homens servis, atenciosos, ingenuos e com pouca autoestima, pois sabem que entrarão no jogo. Já passei por isso e a cura foi cuidar de meus pontos fracos, principalmente de minha autoestima. Abraços e boa sorte.

Anônimo disse...

estou passando por isso e minha vida virou um inferno a minha namorada histrionica estou a 3 anos ja virou um inferno minha vida tudo isso e verdade agora esyou com psiquiatra nao aguento mais .e triste mesmo estou esgotado e desequilibrio total uma mulher dessas ,minha vida esta roda mudada mas vou dar a volta por cima .

Anônimo disse...

Tenho uma mãe assim e me sinto em um inferno constante. Atenção tem que ser dada 24h por dia. Brigas o dia inteiro por coisas pequenas, meu pai trata ela como rainha, faz tudo o que ela pede, e mesmo assim ela acha uma maneira de criticar e colocar ele para baixo. Nada é suficiente, NUNCA. Comportamento é pior do que o de uma criança de 4 anos que aprendeu a fazer birra. Muito materialista, não importa a nossa situação financeira, ela sempre quer comprar mais e mais coisas, sempre preocupada sobre o que os pensam dela, querendo demonstrar um status que nao tem.
Em festas de família as vezes age com comportamentos vulgares.

Nunca aceita estar errada, ninguém pode contradizer o que ela diz, mesmo que a ideia dela seja evidentemente fora da realidade e não racional.

Em um momento em que entramos em uma grande dificuldade financeira e a relação familiar ficou abalada por conta de tanta cobrança por parte dela, ela ficou doente. Médicos nao descobrem a causa e disseram que ela precisa passar com psiquiatra e psicólogo, por parecer se tratar de histeria de conversão. Ela se nega a passar com esses profissionais e enquanto isso nossa família se afunda casa vez mais, ela cobra e tenta manipular nós que somos próximos constantemente. Todo mundo aqui em casa está ficando emocionalmente cansado e doente.

As dores e as doença tambem parecem ser uma boa forma de manipulação, pois de certa forma, agora somos "obrigados" a atender todos seus desejos, caso contrário ela passa mal. Ela nem ao menos demonstra ter interesse em melhorar pq faz as coisas contra todas as recomendações médicas, e por mais que tomemos cuidado para q isso não ocorra é difícil. Sempre que está melhorando de uma coisa, ela age de maneira a piorar, ex: médico diz que a pressao dela está normalizada, ela começa a comer tudo que faz a pressao aumentar. Médico diz que ela tem q fazer repouso, é ai mesmo que ela faz questão de fazer o máximo de esforço possível.

E assim vai manipulando todos nós. Só quem é próximo e vive diariamente com alguem assim sabe como é um verdadeiro inferno. Para os outros ela se mostra legal e extrovertida, e nós aqui pagamos o Pato e ainda saímos como chato para os outros, por ela ficar se vitimizando.

Anônimo disse...

Pois e...entrei numa dessa..mergulhei no inferno...fiquei mais distante das amizades, travou guerra com minha ex com a qual tenho um filho...cobranças excessivas, brigas em público, ameaças..convivi alguns meses no mesmo quadrado...desisti para não enlouquecer...me sai mas não consegui desligar...gosto mas a convivência tornou-se impossível...até hoje a gente se relaciona cada um no seu canto,e o pau quebra vez em quando. Mas quando a gente se encontra a gente vive uma intensidade como nunca vivi com outra mulher...e triste gostar de alguém assim pq não era isso q eu queria, mas a distância é melhor para nos...ela quando enfurecida me dizia tantas bobagens q quebrou a confiança. Me chamava de fuleiro, q homem igual a mim não merecia mulher fiel dentre outras...depois dizia q falou pra me atingir...mas tudo isso faliu a relação...tenho muito tesão e acho q ela gosta mas tem esse problema...pq ela faz de tudo, até financeiramente para sairmos, para eu estar ao lado dela...quer q eu volte a morar...eu me desestruturei demais...mas mudei minhas estrategias...passarei a em alguns pontos ser igual a ela. Quando estoura eu também dou de doido é estouro...faco chantagens emocionais...ela manda eu morrer me acabar...logo caí a valentia e me quer perto..."só vou se for pra não falar de nada!!!" Minha exigencia..."só quero te sentir, te amar" ela concorda e a gente se ama na cama...olha muita loucura viu...mas aprendi a viver distante...e com chantagens também, já que ela diz q e louca por mim e que não quer outro homem eu condicionei: "sou o q posso" e pronto...pq realmente dificil tirar da mente...a confiança morreu, mas o tesão ficou...sou doente sexual e a melhor cama até hoje...então a proposta de viver juntos caiu...ela realmente é linda, gostosa...eu acredito em alguns pontos de sentimento nela, pq tem status e inteligente profissionalmente e eu não tenho hoje nada a oferecer...só meu carinho...só cama mesmo...e ela me aceita assim. Nós ultimos tempos ela até melhorou pq fui duro tambem. Não cedi a certas coisas q ela martela...impus algumas condições...foi muita guerra...eu acredito q tem sentimento...eu não tenho nada...mas a nossa cama é um furacao...o q acho q segura isso...queria muito q ela não fosse assim para ela todas as mulheres me querem...eu como todas minhas amigas...passei a sentir a mesma coisa em relação a ela e falo na cara...pela palavras q ela já me disse...são verdadeiras loucas...para uma louca um louco...não sei qual o fim disso...hoje vivemos cada um no seu canto...3 anos e o desejo, o tesão e o mesmo...por ela seria todos os dias...por mim TB mas não posso pq ela é dominadora. Condicionei isso e não posso ceder...me adequei ao jeito dela, dou de maluco também. Viver juntos não dá, pq ela invade sua privacidade e liberdade totalmente, quer te afastar das pessoas. desligar está difícil tanto para mim como pra ela... então vamos viver como dá é tocté tor a vida...

Anônimo disse...

Assim que começei a namorar a Isabela percebi que era histriônica, ao longo de um ano os sinais eram visíveis, comos todos vocês já descreveram, mesmo assim continuei e durante esse período chamei para terminar três vezes, ela implorava para não fazer isso. Eu sabia que não ficariamos juntos, era uma questão de tempo. Um belo dia ela viajou, aproveitei para colocar as tralhas delas numa caixa, quando retornou mandei ir embora definitivamente, fez um drama e tentou seduzi, mas permaneci firme e a coloquei para fora de casa. Ela chegou a me procurar, mas continuei com a mesma decisão. Soube que arrumou um outro cara. Espero que não seja nenhum de vocês.

Anônimo disse...

Nem acredito que estou tendo uma resposta dessas para minhas perguntas. Queria saber o porque dela agir como age, e encontro sobre esse transtorno e parece que tudo veio à luz. O pior de tudo é que ela apareceu no melhor momento da minha vida, e sinto muita falta dessas lembranças que tivemos durante os quase dois anos de namoro. Eu estou extremamente abalado psicologicamente como nunca fiquei antes, destruído mesmo. Na semana passada pedi pra Deus me mostrar se ela era pra ser a mulher da minha vida, estávamos terminados devido à muitas brigas desde abril, com ela sempre voltando e pedindo pra namorar de novo, até falava em casamento. Até que no início da semana, conversamos por telefone até ela encontrar a amiga onde vão juntas pra faculdade, desligamos a ligação e ela ligou de novo, mas foi o celular sozinho na bolsa, fiquei tentando ouvir a conversa dela com a amiga durante 1 hora, pois algo dizia pra que eu não desligasse. Até que ela citou o nome de um homem e em outro assunto disse que alguém queria vê-la durante a semana. Mais tarde liguei pra ela, questionei e ela se confundiu toda. Entrei no Instagram e Facebook dela que ela tinha mudado a senha e eu mudei novamente, ali foi como se o mundo caísse em cima de mim. Ela estava namorando de novo com o ex que veio antes de mim (ela sempre me negava quando eu mostrava minhas suspeitas) e na outra rede social ela estava falando com um ficante da faculdade, ou seja, traindo o namorado atual, me iludindo, e iludindo o da faculdade, dizendo que queria ser esposa dele. E uma coisa eu percebi agora, nós três, os iludidos, aparentemente sofremos de carência e auto estima. Eu me irritei tanto que contei tudo pros dois e ainda pra melhor amiga dela, que nem sequer sabia de mim (ela sempre me dizia o contrário, mas por conta da distância, nunca a conheci, nem sequer a mãe dela). Dói saber que todo o drama dela que era intenso, as palavras de amor que me encantavam, era tudo mentira, pra que eu mantesse a atenção nela. Ela me dizia ter os mesmos princípios que eu, principalmente o que mais considero forte, de "não trair", e aquilo nela me encantava, além do jeito meigo. Mas conversando com essas três pessoas, descobri que pra cada uma delas, ela era uma personagem diferente, personificando tudo aquilo que cada um mais prezava numa amizade ou relacionamento. Até pra melhor amiga dela ela mentia demais, imagine para os homens. Descobri tanta coisa que nem tem como falar tudo por aqui. Ela ficou com tanta raiva de mim depois que contei pra todos, que acredito que nunca mais voltará. É dificil a carência batendo, enquanto sei que o namorado dela ainda acredita nela e não nas provas que mostrei. Torço pra que isso tudo seja somente momento e que tudo passe, pois é como atravessar o inferno, e ainda mais se sentindo sozinho por não ter outra opção como ela, e saber que cada palavra de amor era mentira.

Postar um comentário

Os comentários aqui são moderados, podendo ser aprovados ou rejeitados a exclusivo critério do autor do blog.