Queima de Arquivo




Mulheres promíscuas rapidamente desenvolvem o hábito de promover uma "queima de arquivo" de seu passado imundo, retirando da Internet qualquer pista que possa levar seu novo trouxa a descobrir como usaram e trairam seus antecessores.

Para elas isso é uma necessidade, pois como já comentei diversas vezes aqui no blog, não há homem honrado que suporte manter um relacionamento sério depois que a máscara de santa é retirada, e a podridão do passado delas se revela.

Enganam-se todavia, pois esquecem que a Internet é apenas um dos meios, dentre muitos capazes de fazer tais revelações.



Se o trouxa atual for um pouco menos ingênuo do que se espera, ele perceberá que ela mesma dará sinais de que de santa não tem nada. A dissimulação dura pouco, e logo o lado obscuro floresce, mostrando a real face da piriguete.

Ela mesma, em atos falhos, ou quando embriagada, e também parentes e amigos, com o tempo acabam revelando detalhes de casos passados, seu comportamento lascivo, sua perfídia, e não é necessária muita inteligência para juntar as peças.

Um ou outro ex, que ela usava de estepe entre relacionamentos, também pode acabar revelando isso ao trouxa atual, acidentalmente, através de comunicações abertas com ela (SMS, Facebook/Orkut, etc), que lhe causarão certa inquietação, e fatalmente o levarão a prestar maior atenção aos sinais. E esses são só alguns exemplos!

Não há banho que limpe os saltos dos sapatos depois que estes pisaram na lama! Não há tapete grande o suficiente para esconder tanta sujeira! O passado imundo da piriguete é uma bagagem indesejável mas indelével, que a acompanhará para o resto da vida.

"Salvo casos raríssimos, a verdade não se apresenta a nós... é preciso procurá-la." - Brochard


Rooster

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui são moderados, podendo ser aprovados ou rejeitados a exclusivo critério do autor do blog.